Pesquisa
Voltar para todos os posts do blog

Como escolher e comprar um processador

Como escolher e comprar um processador

O processador é a peça central em um computador, escolhê-lo de maneira errada pode levar você a perder muito dinheiro ou a ter que trocá-lo por não atender as suas necessidades. Mas, como escolher o modelo certo no momento de comprar ou montar o seu próximo equipamento: Temos algumas dicas pra te ajudar a fazer a melhor compra.

Se você está em busca de um processador, provavelmente ouvirá falar das duas gigantes Intel e AMD, e com certeza verá uma série de modelos com nomes diferentes. Só a Intel, divide seus produtos em 7 linhas principais: Atom, Celeron, Pentium, Intel Core i3, Intel Core i5, Intel Core i7 e Intel Core i7 Extreme.

Mas qual é a diferença entre Intel e AMD?

Intel e AMD possuem arquiteturas de construção e processamento diferente. Logo, é natural que o desempenho em ambas as marcas seja diferente, apresentando prós e contras dos dois lados.  O que mais importa na hora de escolher a marca é a finalidade que você dará ao seu computador.

Tipo de uso:

Tenha em mente para qual objetivo o computador que você vai comprar ou montar será utilizado.

Gamers, designers e todos os profissionais que usam o computador para trabalho com tarefas pesadas terão o uso bem diferente que pessoas que irão usar o aparelho para tarefas de navegação, digitação e trabalhos que demandam mais fluidez do sistema em tarefas para o dia a dia. Para usos mais exigentes é necessário comprar processadores com maior número de núcleos, eles têm o valor mais elevado, então custo-benefício tem que ser bem avaliado. Para usos menos exigentes, os mais acessíveis dual-core podem ser o bastante.

Hardware:

Estarmos atentos a compatibilidade do processador com a CPU é importante para quem vai fazer um upgrade ou montagem de equipamento. Os processadores mais atuais podem não encaixar em  placas-mãe mais antigas, ou não funcionar no soquete disponível.

Energia Térmica de Design = TDP:

Basicamente a TDP é a informação que você deve procurar para saber o quanto de calor produzido pelo processador o sistema de refrigeração do seu computador precisará dar conta. Ou seja: se um determinado chip tem TDP de 95 Watts, isso significa que o mesmo vai liberar aquela quantidade de calor.

Gráficos:

Se você usará seu computador novo para tarefas que não exijam um desempenho grande dos gráficos, talvez seja interessante investir em peças que tenham gráficos integrados, afinal, placas de vídeo têm valor elevado e podem ser necessárias apenas para usuários que farão uso mais intenso de gráficos, essa é uma boa forma de economia. Busque por uma CPU equipada com Intel UHD Graphics.

Núcleos e velocidade:

A velocidade de processamento está relacionada a quantidade de núcleos que o processador possui. Atualmente é muito fácil encontrar modelos com maior número de núcleos por um valor acessível, sendo assim, talvez investir em modelos dual-core não seja mais tão vantajoso.

Hoje á é possível comprar modelos quad-core com valores excelentes, eles vão garantir melhor desempenho em softwares mais atuais. Os modelos Core i3 ou Core i5 são boas pedidas para quem quer algo com bom custo-benefício.

Taxa de transferência:

Sempre que você olhar algum modelo de processador verá que ele vem com de um número seguido da sigla GHz (giga-hertz) esse número corresponde a taxa de transferência, essa taxa deve ser levada em consideração na hora de comparar modelos da mesma família.

Overclock:

Processadores com suporte a overclock permitem que você altere algumas configurações para atingir velocidades maiores, mas cuidado, fazer alterações assim pode reduzir a vida útil do chip e causar superaquecimento caso a refrigeração do chip do seu computador não consiga suportar o calor produzido.

Comentários
Write a Comment Fechar formulário de comentário